Oral - Um universo cheio de novas sensações Oral

Um universo cheio
de novas sensações
  • Período de Formação:  Amamentação
  • Período:  1º ano de vida
  • Região Mielinizada:  Cervical
  • Dor existencial:  Abandono
  • Recurso:  Comunicação
Introdução ao traço Oral Introdução ao traço Oral

Introdução

O Oral é o segundo traço de caráter formado a partir de um processo chamado de mielinização do sistema nervoso. Processo onde as pessoas desenvolvem o controle e a sensação em relação ao seu corpo e mente. E isso vale para cada um dos cinco traços de caracteres.

Agora, o que você precisa saber é que cada traço possui características específicas. Em outras palavras, os traços são os principais responsáveis pelo modo de ser, agir e pensar de uma pessoa.

E claro, pelo formato do seu corpo também. Afinal, é através dele que conseguimos revelar todas as informações escondidas na mente de qualquer pessoa.

E lembrando que, toda pessoa é formada por todos os cinco traços. Nem mais, nem menos. É essa mistura que faz com que cada pessoa seja absolutamente única. Agora que você já sabe disso, vamos conhecer melhor o traço de caráter Oral.

Momento

É inegável que a figura da mãe é muito importante dentro da nossa cultura. E, quando olhamos para uma criança que acaba de nascer, isso se torna ainda mais impactante. Afinal de contas, não tem como esse pequeno ser continuar a sua existência se não houver ninguém para poder auxilia-lo no dia a dia.

E nada melhor do que a mãe para oferecer esse apoio. Em outras palavras, estamos falando de um período de extrema dependência no desenvolvimento de qualquer pessoa.

O recém-nascido vai precisar da mãe para se manter aquecido, limpar-se e, sobretudo, alimentar-se. Sendo a amamentação, considerada como o momento onde se inicia a formação do traço de caráter Oral. Nesse período, todas as energias estão concentradas na região cervical.

Momento ao traço Oral Momento ao traço Oral

Dor existencial

Existe uma razão para que cada traço de caráter exista e se manifeste em uma pessoa. Essa razão está intimamente ligada a uma dor. Uma dor tão grande que, para sobreviver, o nosso corpo e mente se desenvolvem de um jeito para não ter que lidar mais com essa dor.

É o que chamamos de dor existencial. A dor existencial, do traço de caráter oral, é a dor do abandono. Foi a dor do abandono que fez com que o traço de caráter oral se desenvolvesse. E é uma dor que essa criança vai carregar por toda a vida.

Mas não pense que isso quer dizer que essa criança viveu sem a companhia da mãe. Que ela tenha sido literalmente abandonada. Não é nada disso.

A verdade é que em um momento onde ela necessitava da mãe para absolutamente tudo, nem sempre ela tinha suas necessidades atendidas. E o que reforça isso é o simples fato dessa criança ainda não ser capaz de verbalizar o que sente, o que quer.

Portanto, se estava com frio, ela chorava. Se estava com fome, ela chorava. Se estava com sede, ela chorava. Diante de tantos choros, a mãe nem sempre era capaz de atender a verdadeira necessidade do seu filho. Podendo tomar uma postura de tentar descobrir o que ela queria e fazendo de  tudo para atender esse choro, ou simplesmente estando ausente de fato.

Por não ter suas necessidades atendidas, essa criança se sentiu abandonada. E para não ter que lidar com esse sentimento, concentrou todas as suas energias na região cervical. Onde aprende a se comunicar como ninguém para que isso pudesse ajudá-la a manter o sentimento de abandono bem  longe.

Recurso

Nem tudo que está ligado aos traços está relacionado a dor. É fato de que a dor é o estímulo responsável pela formação dos traços, isso é incontestável.

Porém, esse estímulo também provoca o surgimento de habilidades extraordinárias. Habilidades que chamamos de recursos.

São esses recursos que vão permitir que as pessoas possam viver a vida da melhor maneira possível, aprendendo a lidar com todas as suas dores.

E quando falamos do traço de caráter oral, estamos falando do recurso da comunicação.

Esse recurso permite que as pessoas com muito do traço de caráter oral sejam ótimos em:

  • Comunicar;
  • Acolher;
  • Conectar-se com outras pessoas.
Formato do corpo do traço Oral

Formato do corpo

Não podemos esquecer que o desenvolvimento dos traços não molda apenas a mente de uma pessoa, o corpo também é moldado.

Tudo isso para poder sobreviver ao mundo sem ter que lidar com a dor do abandono. E o formato do corpo de pessoas com muito do traço de caráter oral poderá apresentar as seguintes características:

Formato do corpo do traço Oral

Cabeça:

Sua cabeça é redonda, com a maçã do rosto cheinha.

Tronco:

Arredondado, macio e com um buraco no peito. Podendo ser:

  • Oral do Excesso: Formato mais cheinho;
  • Oral da Falta: Formato mais magro, com a sensação de energia escorrida.

Pernas:

Curtas, cheinhas e com os joelhos para dentro.

São essas características que nos ajudam a identificar quais são os principais traços de caracteres de uma pessoa.

Conheça os outros
traços de caráter

Power by::